Nota dos autores: Assim que terminar a quarentena e o isolamento social, acreditamos (e esperamos que estejamos certos!) que teremos um aumento de pessoas que vão procurar um contato maior com a natureza.  Muitas delas buscarão associar esse contato com esportes ao ar livre, como a caminhada. Por isso, consideramos importante falar sobre uma questão fundamental para quem já está se preparando para fazer um trilha: o que fazer se ficar perdido. 

Hoje vamos falar um pouco sobre esse assunto que parece ser bobo, que nunca vai acontecer, pois temos GPS, celular entre outros equipamentos que ajudam muito.

Mas devemos entender que é um risco real e que apesar da tecnologia existente, o resgate de pessoas perdidas em meio à natureza são constantes.  

Vamos fazer uma trilha no final de semana? Esse é um convite muito comum, a resposta das pessoas que gostam de “mato” é “ Sim ,claro! Quem conhece a trilha ?”

Hoje com o grande número de app de navegação as pessoas baixam a trilha e acham que estão aptas a fazê-la sem um guia preparado que conheça de fato o local.  

Existem vários tipos de “trilhas”, algumas autoguiadas, algumas com boas referências geográficas, outras com pouca ou nenhuma sinalização. Então confiar em uma avaliação feita por um desconhecido falando que a trilha é tranquila pode não ser uma boa ideia, se prepare para possíveis surpresas.

Antes de ir para uma trilha é fundamental estudar e se preparar para essa atividade. Conhecimento prévios são importantes como ler as avaliações de quem já foi, estudar as dificuldades da trilha, altimetria, temperatura.

Programar a quantidade necessária de água e alimentação, se programar para acampar ou não, avaliar se terá caminhada noturna, entre outras possibilidades. E SEMPRE montar um pequeno SGS (sistema de gestão da segurança) pensando em o que pode acontecer e como resolver esses possíveis problemas. 

Esse planejamento logístico para fazer uma trilha deve incluir também local, dia e hora de saída para trilha e também  local, dia e hora de retorno informados para algum parente, conhecido ou até mesmo na portaria de um parque por exemplo. 

Lembre-se que contratar um guia em alguns locais é obrigatório, aumentando assim sua segurança. Mas contrate um guia ou empresa que tenha conhecimento real.

A navegação é o fator decisivo de ficar perdido ou não. Wikiloc (aplicativo para celular) é excelente, mas não confie apenas nele. Tenha GPS, bússola, carta topográfica e estude a carta antes, conheça as características geográficas, pontes de referência geográficos. 


Apesar de tudo planejado fiquei perdido, o que devo fazer?

Existe várias linhas de especialistas em resgate e sobrevivência, vamos passar aqui algumas dicas que podem ajudar. 

Primeiro, se acalme, se estiver em um grupo acalme as pessoas, o efeito psíquico é um fator que deve ser tratado no início para não virar um grande problema mais para frente.  

Você avisou que horas iria voltar? Se avisou ótimo porque alguém vai perceber sua falta e deve tentar acionar um resgate. 

Faça um levantamento de comida e água, temos comida e água para quantas horas ou dias? Se necessário comece imediatamente um racionamento e procure outra fonte de alimento. Cada resgate tem suas peculiaridades e pode demorar horas ou dias.

Seu planejamento foi correto? Então deve ter um kit de emergência, com apito, cobertor de emergência, faca, fonte de calor etc etc .

Procure um local seguro que consiga ficar esperando o resgate se for passar a noite faça um abrigo. Pense em hipotermia (frio) dependendo da região ou uma hipertermia (calor excessivo). 

Se pergunte: “Consigo voltar pelo caminho que fiz ? Tenho alguma marca no caminho que me dê certeza que foi por onde passei?” Mas aí pode surgir a maior dúvida: “Vou explorar ou tentar voltar faça marcações visíveis para evitar que fique ainda mais perdido?”.

Se estiver em grupo combine tempo para explorar e voltar para o ponto de encontro, não corra o risco de separar o grupo. “Ninguém fica pra traz” não abandona ninguém.  A separação de um grupo deve ser feita em último caso, como por exemplo se precisar deslocar para conseguir atendimento para um membro do grupo com machucado.

E uma última dica para o caso de optar deslocar:  Não deixe mochila ou equipamento para trás pensando que vai ficar mais leve, você pode precisar muito deste material.

Mais do que nunca pensar como equipe é fundamental, sejam essas pessoas da sua família, amigos ou apenas conhecidos. Somos responsáveis por nossa segurança e de todos os integrantes de nossa equipe, pensa muito antes de agir. Não tome decisões sem pensar nas consequências e discutir com o grupo.