Os domingos e pequenos feriados – aqueles que não conseguimos aproveitar para uma viagem ou mesmo quando a grana não nos permite –  são geralmente os dias da preguiça para quem fica em BH.

Nada mais justo que curtir um pouquinho mais a cama e a própria casa quando se tem rotinas cada dia mais atribuladas e noites cada vez mais curtas. Mas, nada disso impede de aproveitar uma parte do dia para conhecer um novo lugar, e de graça!

É fácil de perceber que a nossa querida Belo Horizonte tem recebido cada vez mais eventos culturais e esportivos e está sendo incentivada a utilização de lugares públicos, como as praças, e parques. Bom, a nossa última aventura que vamos contar hoje foi justamente para conhecer um desses oásis verdes em nossa cidade.

No último feriado, de 15 de agosto, estávamos procurando por um lugar que pudéssemos fazer uma caminhada, que tivessemos um dia tranquilo de contato maior com a natureza e com entrada gratuita. Pensamos em ir mais uma vez ao Parque das Mangabeiras (que adoramos!), mas decidimos fugir do óbvio.

Bem próximo a esse parque, mudamos a rota e em poucos minutos estávamos na portaria 01 de um lugar que nunca tínhamos ido antes. A nossa incrível descoberta do dia foi o Parque Serra do Curral.

Inaugurado em 2012, este patrimônio natural de aproximadamente 100 mil m² possui 10 mirantes. Ou seja, além do Mirante das Mangabeiras, lindo porém mais clichê, outros vários pontos dentro do parque te dão uma vista de tirar o fôlego de BH. Atualmente, apenas 03 mirantes estão com acesso permitdo, pois estão sendco realizados estudos e vistorias de segurança, mas ainda assim a visita ao local vale muito a pena, garantimos!

Até o Mirante 03 a caminhada é tranquila e contemplativa, é possível ir vendo a cidade surgir ao fundo de árvores e vegetações do Parque. Alguns visitantes passaram por nós fazendo uma corrida, o trail run. Muitos idosos e crianças também estavam curtindo a paisagem. Andando de forma tranquila e parando para tirar foto no Mirante 02, demoramos cerca de 40 minutos para subir.

Existe uma trilha que corta caminho para chegar ao último mirante com acesso permitido atualmente, porém possui uma maior inclinação e um grau de dificuldade um pouco maior. Optamos por dar a vonta pela trilha mais larga e curtir um pouco mais o que o Parque Serra do Curral, também conhecido por Parque Paredão da Serra do Curral, tinha para nos oferecer.

Quando em total funcionamento, é possível fazer uma travessia entre o Parque Serra do Curral e o Parque das Mangabeiras. Para isso é necessário o acompanhamento do guia local.

 


(Foto: Roberta e Nilton, mirante 01)

 Dicas para quem irá fazer esse passeio:

– Caso queira fazer um lanche ou beber algo que não seja água, leve de casa! O Parque não oferece local para compra de comidas e bebidas. Porém, na Portaria 01 possui estrutura com banheiros e bebedouro. Para nossa surpresa e alegria, após a subida em um dia muito quente, ao chegar no Mirante 03 há bebedouros e banheiros muito bem conservados.

– Vá com roupas e calçados adequados! Sugerimos sempre para caminhadas e trekking roupas leves e confortáveis. Apesar do fácil acesso ao local, utilize sapatos fechados, preferencialmente tênis ou bota, pois todo o percurso é feito em estrada de terra! Nós usamos camisa dry de manga comprida com proteção UVA e UVB e um tênis misto, ideal para utilizar tanto em asfalto quanto em trilhas. O conforto e confiança em cada passo fizeram a diferença.

– Logo na entrada do Parque possui uma extensa área gramada ideal para pic-nic e lazer com crianças. A Serra ao fundo tão pertinha dá um gostinho especial. Não deixe de utilizar protetor solar e leve também um boné, chapéu ou viseira pois há poucas árvores para ficar apenas na sombra.

– Para chegar ao Parque saindo do centro da cidade, passar pela Praça do Papa é inevitável. Aproveite para fazer uma parada por lá!

 

Você sabia?

  • A Serra do Curral foi tombada pela Lei Orgânica do Município e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no ano de 1960 e eleita o símbolo de Belo Horizonte em 1997, ganhando da Lagoa da Pampulha e Igrejinha de São Francisco.
  • O símbolo de nossa cidade, tão conhecido e admirado, já teve outro nome. Belo Horizonte foi planejada entre a Serra dos Congonhas e a Lagoinha para substituir Ouro Preto como a capital de Minas Gerais. A tal Serra dos Congonhas é a nossa atual e querida Serra do Curral
  • O Parque da Serra do Curral, além de ser mais um espaço de lazer para a população, é responsável por proteger o nosso maior marco geográfico, a própria Serra.

 

Como chegar?

– Endereço: Avenida José do Patrocínio Pontes, 1951 – Mangabeiras – Complemento: Praça Estado de Israel
– Horário de funcionamento: de terça à domingo das 8h às 17h, mas só é possível entrar até às 16h!
– Telefone: 31 3277-8120