Os amantes de aventura sempre passam por aqueles dias que ‘’Ah, hoje eu estou com uma preguiça de sair’’, então, para você não perder mais nenhum momento da sua vida, vamos contar a história de superação de Melanie Knecht e Trevor Hahn.







Melanie nasceu com uma má formação que fez com que os seus membros inferiores não se desenvolvessem, com isso ela não consegue andar. Já Trevor, ficou cego cinco anos depois de ser diagnosticado com glaucoma.

Ambos poderiam estar vivendo uma vida triste e solitária, mas decidiram chutar para longe as dificuldades e se uniram em uma aventura. Em uma entrevista ao Good News Network, Knecht falou que ambos formam o time dos sonhos.

Como eles se aventuram?

Mesmo sendo cego, Trevor consegue andar, então ele precisava de um guia. Aí entra a Melanie, que funciona como os olhos da equipe

Juntos eles desbravam lugares que sozinhos jamais conseguiriam. Melanie já visitou Ilha de Páscoa e Trevor já conseguiu escalar um pico no Himalaia.

Segundo a dupla, essa parceria fez com eles encontrassem um propósito para continuar vivendo a vida, além de independência de realizarem esses feitos sozinhos!

Mesmo com feitos dignos de elogios, o objetivo dos dois não é impressionar o mundo e sim incentivar a inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência no mundo outdoor.

E para quem não sabe, já existem trilhas ao redor do mundo que possuem infraestrutura para pessoas com alguma enfermidade, um exemplo é Los Copihues.

Los Copihues

A trilha, localizada na cidade de Temuco, a 670 Km da Capital Santiago, foi desenvolvida pela Corporación Nacional Florestal.

Inicialmente a trilha Los Copihues terá 200 metros e vai contar com o trabalho de guias que vão acompanhar a progressão das pessoas do início ao fim, proporcionando segurança para que todos consigam desfrutar o máximo possível da natureza.

A trilha é só um pedaço do Parque Nacional de Turismo Cerro Nielol, que possui 900 mil m² e tem, anualmente, uma taxa de 33 mil visitantes.

A dupla simplesmente saiu da zona de conforto e decidiu conhecer o mundo afora, mesmo com tantas adversidades. E você, está esperando o que para fazer o mesmo?