Sair da Zona de Conforto sempre foi o nosso lema por aqui. Explorar novos lugares, esportes e atividades que nos façam sentir vivos de fato. Isso só é possível porque temos o nosso conforto e aconchego para voltar.

Nesse momento de pandemia, quarentena e isolamento social, mais do que nunca a nossa casa se tornou nosso porto seguro. E mais que uma moradia, aprendemos a ressignificar onde vivemos o real valor de um lar, como algo tão bom e importante quanto a liberdade do ir e vir.

Não está sendo fácil para ninguém. Cada um com a sua dificuldade, estamos todos passando por uma fase de grandes transformações. Todas as atuais privações e mudança são um processo muitas vezes doloroso, por isso é importante buscarmos formas de lidar com tudo isso da melhor maneira possível, sem perder a fé em dias melhores.

Nem todos os dias conseguimos vivenciar a esperança na humanidade e sua chance de fazer diferente e fazer melhor. E está tudo bem não estarmos bem o tempo todo. Por isso, resolvemos fazer uma breve lista do que tem funcionado pra gente. Vamos citar algumas coisas que tem nos ajudado a nos manter sãos em meio a tudo isso, buscando um equilíbrio entre o que podemos fazer externamente e nossas forças internas.

Esperamos com isso apoiar minimamente, para que o #fiquebem não seja apenas uma hashtag em busca de likes, mas que possamos de fato nos ajudar, com o que podemos e está ao nosso alcance.

Então, vamos as dicas de coisas para fazer em casa, para em breve podermos voltar a dar dicas de lugares para conhecer.

3 Dicas do que fazer em casa durante o isolamento social

1 – Descobrir um novo hobby: Muitas vezes, na correria do dia-a-dia não temos tempo suficiente para nos dedicarmos a coisas que gostamos. Ou temos como momentos de lazer atividades como trilhas, corridas e academia, que atualmente não podemos praticar. Por isso, precisamos fazer um novo tipo de exercício, de olhar com calma para dentro de nós mesmo e entender quais outras possibilidades temos, dentro das circunstâncias que nos foram impostas.

Para ter um novo hobby, você não precisa ser bom naquilo, precisa apenas fazer bem para você. Desenhar, colorir, escrever, cuidar de plantas, artesanato, consertar objetos (ou tentar), são apenas alguns exemplos que parecem bobos, mas que podem ajudar a manter nossa saúde mental. Aqui em casa eu estou na onda das plantas (com algumas perdas) e o marido dos consertos (com algumas falhas). E seguimos.

2 – Cuidar do seu ambiente: Aqui eu não quero falar apenas sobre faxinar uma casa, que pode ser chato, mas necessário. Além de testar formas de deixar a sua casa, seu escritório/homeoffice (para quem tem), mais acolhedor. Acredito que a maioria das pessoas que estejam podendo ficar em casa, nunca tenham passado tanto tempo dentro dessa caixinha.

No nosso caso, moramos em apartamento, então sem quintal ou varanda para desanuviar, estamos reestruturando nossos cômodos, na medida do possível, e deixando os ambientes mais a nossa cara. Focamos em ter um local para ser o nosso cantinho do refúgio. Com móveis de pallet feitos pelo marido e plantas cuidadas por mim, compramos também uma luminária feita com materiais reutilizados que tinha tudo a ver com nosso estilo para deixar uma iluminação mais intimista onde possamos relaxar.

Luminária Loop Lighting estilo Steampunk

3 – Cuidar do corpo: Não precisa se tornar musa(o) fitness para cuidar do corpo. Não precisa acompanhar aulas de personais famosos que te deixam frustada(o), nem mesmo ter uma rotina diária. Não estamos vivendo um momento fácil e uma cobrança a mais não seria muito bem vinda.

Mas, não podemos esquecer que nosso corpo é nossa casa para sempre. Antes e pós pandemia, ele estará com a gente. Por isso, minha sugestão é cuidar com carinho, sem a pressão estética, mas como um autocuidado. É uma boa oportunidade para descobrir formas de se movimentar: yoga, alongamentos, dança, pular corda… São muitas possibilidades, quem sabe vira até um hobby?

E claro, tente se alimentar bem e beba água!