No último final de semana aconteceu mais uma edição de uma das provas mais incríveis de trail run em Minas Gerais: o Iron Runner Brasil 2019.

Pelo quarto ano a prova aconteceu no Instituto Inhotim, em Brumadinho – MG. Mas 2019 trouxe novidade! A largada e a chegada da prova foram dentro do museu.

Dessa forma, além dos atletas já começarem no clima os familiares e amigos puderam aguardar os atletas contemplando o maior museu a céu aberto do mundo!



E para saber como foi a experiência, conversamos com o participante Pedro Pugliese, de 33 anos. Empresário e formado em relações internacionais, Pedro nos contou que sempre curtiu praticar esportes, mas há pouco tempo descobriu a disposição para participar de competições.

“Desde 2015 decidi me desafiar e fazer um 1/2 Iron Man todo ano. Já completei 4 provas. Fiz também 2 maratonas e participo de corridas de aventura. Sendo a expedição Terra de Gigantes, que conta com 05 dias de duração, a mais longa que realizei.”

Já sobre sua experiência em provas de trail run, Pugliese disse já ter participado de algumas, principalmente em Ubatuba no Circuito 28 Praias.

Leia também:

Conheça a campanha abrace Brumadinho
Cobertura Iron Runner 2018

 

De onde surgiu a ideia de correr no Iron Runner?

Pedro Pugliese, que é de São Paulo – SP sempre busca conciliar a agenda de viagens à trabalho com atividades esportivas. Por isso, um tênis Salomon e roupas para corrida de trilha, estavam em sua mala aguardando uma oportunidade.

“Foi coincidência que ao pedir ao Nilton Nerea uma dica de montanha para fazer uma trilha ele indicou logo a prova onde iria oferecer apoio e remoção: A Iron Runner. Eu já havia ouvido falar muito do Iron Biker mas nunca da Iron Runner.

A ideia de correr em inhotim foi perfeita. Fechei na hora! Sempre quis conhecer o instituto e a ideia de percorre-lo em uma corrida me agradou muito.”

 

Sobre a corrida de montanha Iron Runner 2019

O Iron Runner contou mais uma vez com três opções de percurso: 7k, 14k e 21k. Como sempre a prova ficou marcada por sua beleza, organização e muita adrenalina.

Abaixo o depoimento na integra do Pedro, atleta que participou pela primeira vez dessa competição que surpreende dos amadores aos profissionais.

“A organização foi boa o lugar espetacular. O kit muito bem montado e a estrutura para o atleta me surpreendeu.
A prova em si também foi bacana subidas pesadas eram compensadas com belas vistas e com descidas alucinantes.

As trilhas eram muito bem sinalizadas e o terreno fácil de lidar. Não haviam pedras soltas, cascalho ou areia. A terra batida e o calçamento ajudaram muito na Fluidez da prova.

Optei por fazer a prova de 14 km e foi na medida! Consegui aproveitar bem o visual, contemplar algumas obras de arte e sentir bem o esforço.

No final um açaí e o kit recovery deram uma força pra começar a reabilitação.

Valeu muito a pena. Além de conhecer um lugar novo fiz o esporte que adoro e curti um belo visual. Tudo seria lindo se não estivéssemos ali também relembrando as vítimas do desastre de Brumadinho. A corrida foi uma forma de apoiar a cidade na sua reconstrução.

Correr é isso aí. Superar os limites curtir e dividir experiências.”