É comum escutarmos a expressão: “esse menino é ligado no 220 Volts”, não é mesmo? Afinal, crianças costumam ter uma energia difícil de ser acompanhada por muitos adultos.

Estão ali com a “engrenagem” toda novinha e com um mundo todo para ser descoberto. Para gastarem parte dessa energia toda com algo saudável (e também por vários outros motivos, como já falado melhor nessa matéria aqui) muitos pediatras recomendam que alguma atividade física seja praticada.



Qualquer atividade é válida desde as mais comuns como futebol, dança e natação, até as conhecidas como esportes radicais como escalada e circuito de aventura.

E como esse é um blog que procura sair da zona de conforto, vamos falar sobre escalada e circuito de aventura para os pequenos.

 

Escalada

A escalada desenvolve, entre muitas outras coisas, o senso de comunidade, fazendo com que as mesmas confiem mais umas nas outras

Esse esporte também desenvolve o raciocínio lógico, pois a criança terá que escolher o melhor caminho para chegar até o topo, e para isso ela precisa olhar e estudar todas as alternativas que as agarras (aquelas pedrinhas artificiais que formam uma parede de escalada indoor) dão.

A criatividade também é desenvolvida, pois a atividade incentiva a criança desenvolver em sua mente uma alternativa para chegar até o topo.

 

Arvorismo

O arvorismo ou arborismo desenvolve na criança a resiliência, pois o mesmo apresenta para o pequeno inúmeras barreiras, a criança só consegue completar se superar cada uma delas.

Isso faz com que a criança, quando crescida, não desista facilmente e ainda consiga sair de situações complicadas com mais facilidade.

Existem ainda várias outras opções de esportes que podem se tornar verdadeiras aventuras para as crianças, como uma trilha com maior contato com a natureza e a utilização de forma mais constante daquele presente já conhecido do Papai Noel: a bicicleta.

Então, que tal tirar a criança da zona de conforto e colocá-la para praticar uma atividade de aventura?