Não existe fórmula mágica para mudar de vida, mas podemos dar algumas dicas de como começar a tirar o pé da zona de conforto. Mas, porque isso é importante?

A famosa zona de conforto é um lugar comum que nos mantém presos numa rotina – seja ela de atividades diárias, forma de pensar ou estilo de vida – que não nos permite evoluir.

Na zona de conforto mantemos os mesmos hábitos que nos permitem viver, mas ainda de forma muito inerte, somente pulsando quando somos estimulados e nos arrastando em nossa rotina.

Mas, se a zona de conforto é esse “espaço” tão improdutivo e desinteressante, porque continuamos a alimentá-lo?

O conforto neste sentido diz respeito a uma experiência prática . Na verdade, a zona de conforto não nos exige muito estímulo criativo ou esforço, nela não ocorrem surpresas ou acontecimentos inusitados.

Evitamos sair da zona de conforto porque a conhecemos muito bem e somos habituados a ela. E, assim como um veículo desligado, para sair da zona de conforto é preciso aplicar os conceitos da física como a força para que ocorra um movimento que conduza nossas vidas a um sentido oposto à inércia.

Mais uma coisa: Uma vez que é preciso força, é necessário trabalho, o que na maioria das vezes para a pessoa que está presa no seu looping de atividades vai resultar em desconforto, instabilidade, incertezas e dor.


Mas, se estou dizendo que a zona de conforto é escravizante, mas ao mesmo tempo consistente, e sair vai me causar dor e desconforto, porque então preciso sair dela?

Porque a mudança está diretamente relacionada à evolução da nossa espécie e o mesmo se aplica a nós como indivíduos. Assim, se quisermos, por exemplo, um emprego novo, perder alguns quilos ou fazer aquela viagem dos sonhos será necessário pensar e executar atividades incomuns a nossa rotina.

E isso exige dedicação e abdicação de determinadas práticas do dia a dia, como por exemplo, chegar em casa após um longo dia de trabalho e assistir TV. Para sair da zona de conforto é preciso colocar a mão na massa.

Mas, não se assuste. Você não precisa largar o seu emprego e sua vida como é hoje para isso. Basta dar alguns passos rumo à mudança que aos poucos você verá a diferença.

 

Por isso, confira 5 dicas matadoras para sair da sua zona de conforto:


1. Liste seus sonhos (plausíveis com a realidade atual) – Coloque no papel tudo aquilo que você gostaria de fazer, como mudar de emprego, ter filhos, perder peso ou se mudar do país;

2. Separe esses sonhos em prioridades e enumere porque você ainda não pode realizá-lo. Por exemplo se você quer viajar um dos motivos pode ser a falta de dinheiro ou férias incompatíveis à do seu parceiro;

3. Faça uma análise minuciosa e uma autocrítica sobre os empecilhos que você listou para cada sonho e retire da lista tudo o que for desculpa. Lembre-se, sair da zona de conforto vai lhe causar desconforto, mas é preciso aplicar essa força e trabalho para que a mudança aconteça;

4. Depois que você tirar as desculpas, vá para o plano de ação: faça um passo a passo do que você precisa fazer para seu sonho se tornar realidade. E isso pode envolver mudar seu padrão de vida, por exemplos. Nesse momento é preciso ter determinação e foco no objetivo;

5. Coloque em prática até você alcançar esse objetivo. E não desista. Pode ser que um dia ou outro você falhe nesse plano, mas tenha paciência e busque sempre recomeçar seu dia com um objetivo bem estabelecido.

Parece fácil? Não é. Afinal, se fosse todo mundo estaria super satisfeito com suas vidas. Mas, com esforço e força de vontade você consegue.

Essas 5 dicas para sair da sua zona de conforto podem ser aplicadas a grandes sonhos ou mesmo em pequenas coisas.

Então tenha sempre em mente esses conceitos e bora colocar o plano em prática!