A trilha Caminito Del Rey é um trekking que foi construído em um penhasco e tinha uma estrutura bem simples, precária e perigosa, porém tinha que ser usada diariamente por vários operários de uma hidrelétrica para transportar os materiais,  fazer vigilância e manutenção.

Graças a essa infraestrutura, o caminho era considerado o segundo mais perigoso do mundo, ficando atrás somente do trekking Huashan na China. 

Caminito Del Rey

Esse percurso está localizado na província de Andaluzia, em Málaga e foi inicialmente projetado como caminho para que os trabalhadores da usina hidrelétrica conseguissem realizar funções focadas na usina. 

Vale ressaltar que é um caminho centenário e começou a ser construído em 1901, sendo finalizado apenas em 1905.

Após a dissolução da hidroelétrica, o Caminito Del Rey foi abandonado, comprometendo a estrutura e deixando o caminho sem qualquer segurança.

Depois, o percurso começou a ser usado como rota turística, mas a falta de estrutura resultou na morte de alguns turistas, fazendo com que o percurso fosse fechado em 1999.

Depois de 12 anos, em 2011, o governo da Andaluzia fechou um acordo para restaurar o trajeto, deixando-o estruturado para evitar acidentes.

Após um investimento de 9 milhões de euros, o trajeto ganhou estacionamento para os visitantes, iluminação e museu. Toda essa revitalização demorou três anos e o Caminito Del Rey foi reaberto em 2015.

A reforma substituiu as prateleiras de madeira por placas de concreto e ganharam guarda corpo, para minimizar possíveis quedas.

O caminho não é tão exigente, mas é preciso ter muita coragem para atravessa-lo! Segundo alguns contos locais, há duas versões sobre o rei quando ele inaugurou esse trajeto.

A primeira fala que a majestade completou ele por inteiro, já a segunda relata que o rei não teve coragem de atravessar o trajeto.

E você, teria coragem? Lembrando que, atualmente, o caminho está todo estruturado!