Desbravar o mundo e suas belezas naturais é tudo de bom, porém tudo tem um preço. Algumas viagens são caras, mas nada que um bom planejamento não possa dar um jeito.

Planejamento principalmente financeiro, pois quando se trata de dinheiro temos que analisar cada detalhe.

Porém, há lugares que cobram algumas taxas a mais e acabam pegando alguns turistas desprevenidos. Essas taxas são conhecidas popularmente como ”Taxas de Turistas”.

 

Taxas de Turistas

É um valor cobrado para manter a estrutura e a manutenção de um local como por exemplo uma praia.

Os valores variam e não há um padrão, tudo vai depender do que os organizadores do local querem fazer e quanto gastam para realizar tal manutenção.

Geralmente é cobrado por dia que o turista vai ficar em tal lugar. Essas taxas estão dentro do Código Tributário Nacional, que autoriza municípios a cobrarem dos turistas taxas para terem algum retorno e conseguirem oferecer a melhor estrutura para os visitantes.

Um exemplo de lugar que tem essa taxa é o arquipélago Fernando de Noronha, que cobra uma taxa de R$68,74 diário por pessoa.

 

Com o objetivo de evitar transtornos financeiros com os viajantes brasileiros, vamos listar alguns destinos, além de Fernando de Noronha já citado, que cobram essa taxa de turista.

 

Jericoacoara – Ceará

A famosa praia cerense atrai olhares de turista do Brasil inteiro, porém além das passagens e estadia, será cobrado a taxa de turista.

Diferente de Fernando de Noronha, que possui uma taxa de quase 70 reais diários, Jericoacoara  possui uma taxa de 5 reais diários por pessoa.

Porém existem alguns casos que ficam isentos de pagar esse valor como por exemplo adultos com mais de 60 anos, crianças de até 12 anos e trabalhadores e moradores da cidade.

 

Ilhabela – São Paulo

No caso de Ilhabela, os valores são diversos pois há variações do tipo de veículo usados para entrar e sair do local e os preços para veículos que vão de balsa também são diferentes, por isso, para melhor entendimento dos valores, que variam de R$3 a R$1000, clique aqui.

 

Parques Nacionais

Os Parques Nacionais espalhados pelo Brasil e que são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, possuem uma taxa para aqueles que querem entrar em áreas como trilha, travessias ou de difícil acesso.

Os valores possuem diversas variações que vão desde se o vistante é estrangeiro ou brasileiro, idade do turista e se o mesmo está estudando, então para obter informações mais exatas, recomendamos que entrem em contato com a administração do Parque Nacional que você vai visitar e peça os valores.

 

Ubatuba – São Paulo

Ubatuba entra no mesmo caso que Ilhabela, com isso os visitantes que querem entrar na cidade com veículos, precisam pagar um pedágio ambiental, que varia de R$3 a R$70 de acordo com o tamanho do veículo.

Segundo a prefeitura de Ubatuba, o valor começou a ser cobrado graças a degradação e o impacto negativo que a cidade sofre graças a circulação de veículos. Lembrando que 90% da cidade está localizada dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, que é considerada uma área de preservação ambiental.

 

Lembrando que o intuito do post não é passar os valores(pois nem todos estão disponíveis) e sim mostrar que existem taxas a serem pagas que vão além da hospedagem e passagens de avião/ônibus. Para saber exatamente o que será cobrado durante a sua viagem, recomendamos entrar em contato com a prefeitura e/ou administração do local que você pretende visitar.

Vocês já tiveram problemas com essas taxas? Sabiam da existência delas? Conta para gente se já tiveram alguma experiência, tanto negativa quanto positiva relacionada com o tema.