Para quem gosta de caminhar, caminhar e quando estiver cansado caminhar mais um pouquinho, o Caminho CRER chegou como uma ótima opção. Inaugurado recentemente, em setembro de 2017, CRER é o Caminho Religioso da Estrada Real.

O percurso completo passa por 32 municípios em Minas Gerais e 06 em São Paulo. Ao todo são quase 1000 km de distância, iniciando no Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade – Caeté – MG até o Santuário Nacional de Aparecida – Aparecida – SP. Isso faz do CRER a maior percurso religioso do Brasil.

O CRER foi criado pela Secretaria de Estado Turismo e Esportes de Minas Gerais (Setur-MG), em parceria com o Instituto Estrada Real. O Objetivo principal é fortalecer o turismo religioso e ajudar na preservação da tradição histórico-cultural das comunidades locais.

Deu vontade? Respondemos as principais dúvidas de quem quer conhecer um pouco mais sobre o CRER e de quem já está planejando a sua peregrinação.

 

O Caminho Religioso da Estrada Real é feito apenas para quem gosta (e aguenta) caminhar muito?

Não! Se você tem vontade de fazer o CRER mas não quer ou não consegue fazer caminhadas longas durante vários dias seguidos, há outras soluções. O Caminho também pode ser realizado de bike, à cavalo ou de 4x4 off road.

Caso a sua vontade seja de realizar caminhando, ainda há a possibilidade de fazer por etapas. Assim, você poderá respeitar os seu limites e disponibilidade e percorrer todas as trilhas à pé de forma gradativa.

 

E por que fazer o Caminho CRER?

Motivo é o que não falta. O CRER teve inspiração e influência do Caminho de Santiago de Compostela, uma das peregrinações mais conhecidas do mundo, localizada na europa. Ou seja, o motivo religioso é um dos pilares do CRER.

Muito mais que um caminho religioso, o caminho é espiritual, onde cada um tem a oportunidade de vivenciar momentos únicos de contemplação, meditação e auto conhecimento.

História é um outro pilar muito importante e que chama muita atenção. Em Minas Gerais, por exemplo, todo o trajeto é realizado pela Estrada Real, nome recebido por em meados do século 17 a Coroa Portuguesa oficializar esse trajeto para o transporte de ouro e diamente de Minas Gerais até o Rio de Janeiro.

Com tantos quilômetros e municípios ao londo do caminho, conhecer novos lugares e pessoas também são ótimos motivos. O CRER é uma oportunidade única de vivenciar uma diversidade cultural e estar em contato com inúmeras belezas naturais

 

                                                                                                                                Santuário do Caraça. Foto: CAC – Centro de Apoio ao Ciclista

 

Há estrutura física, de hotéis e refeições ao longo do CRER?

Sim. Em vários momentos você passará por cidades e vilarejos, onde terá opções de estadia e alimentação. A estrutura varia de acordo com o tamanho e região que estiver, mas não passará por grande necessidades.

De qualquer forma, aconselhamos ter em sua mochila uma reserva de alimentos de baixa pericidade para casos extremos. Uma ideia é aproveitar a passagem nas cidades para abastecer a mochila, assim você não precisa carregar peso desnecessário por muito tempo.

A Setur-MG, uma das responsáveis pelo CRER, têm investido em melhorias de infra-estrutura em geral, dando mais segurança ao peregrino ou turista. Já são 22 quiosques, 38 paraciclos, uma escada de acesso, 3 passarelas, 64 placas informativas, 1.771 totens indicativos, 119 placas de advertência para motoristas e reparação de uma cabeceira de ponte e uma pinguela.

 

                                                                                                    Receptividade ao longo do CRER. Foto: CAC – Centro de Apoio ao Ciclista

Como não me perder durante o Caminho?

GPS, celular, bússula, mapa. Todos esses apoios são sempre muito bem-vindos ao realizar uma trilha ou travessia. Mas fique tranquilo! O trajeto está todo sinalizado para você se orientar com segurança.

Foram colocados tótens de concreto em locais estratégicos indicam qual a direção que você deve seguir. Além disso, placas indicativando mostrando o mapa geral do caminho com os municipios do percurso também foram instalados.

 

 

                                                                           Marcação do Caminho Religioso da Estrada Real. Foto: CAC – Centro de Apoio ao Ciclista

Pronto! Agora que está com as principais dúvidas tiradas e dicas anotas, já pode começar a se preparar para viver toda essa variedade de experiências e emoções.

E parafraseando os peregrinos do Caminho de Santiago: Bom Caminho!