5 MOTIVOS PARA VOCÊ CONHECER USHUAIA

Viajar nos da a possibilidade de conhecer diversos lugares incríveis, pessoas novas e serve para nos ajudar a crescer como ser humano.

 

A preferência dos turistas varia bastante entre praias, grandes centros urbanos e belas paisagens, porém e se falarmos que é possível conhecer um lugar chamado fim do mundo, você creditaria?

Então vamos conhecer a cidade de Ushuaia, conhecida como fim do mundo, e vamos listar 5 motivos para você conhecê-la.  

Ushuaia – A cidade conhecida como Fim do Mundo

Ushuaia

Ushuaia é uma cidade Argentina localizada no extremo sul do país e, há muito tempo atrás, foi colonizada pelos europeus, que tinham como principal missão catequizar os índios locais.

Seu nome é baseado no dialeto do grupo indígena Yagan, e significa Baía Profunda. No começo, a cidade era construída em volta de um presídio, que deixava a cidade com ar muito sombrio.

No entanto, o presídio foi fechado depois da metade do século XX e isso proporcionou um crescimento acelerado para Ushuaia, que hoje é um importante pólo turístico argentino e carrega o slogan de Ciudad Más Austral Del Mundo.

Confira a localização da cidade:

Agora que você já sabe onde fica a cidade, vamos listar destinos para você conhecer em Ushuaia.  

1 – Museus

Ushuaia possui uma história muito rica, já que falamos de uma cidade que era habitada por índios, foi colonizada, resultando na extinção dos nativos em decorrência das doença trazidas pelos colonos e agora é um ponto turístico.

Ficar por dentro dessa trajetória fará com que você fique ainda mais apaixonado pelo lugar!  

2 – Zona Franca

Lógico que como bom turista, temos que levar uma lembrancinha das cidades que visitamos.

Para isso, a zona franca, ou seja, zona livre de imposto, é o lugar ideal para você comprar bons itens e não pagar tão caro.

O fato da cidade ser isolada também diminui a competitividade de preços, fazendo com que os produtos fiquem ainda mais baratos.

Para conseguir voltar de mala cheia e ainda ter uma graninha para outras atividades, a dica aqui é pesquisar o mesmo item em vários locais diferentes.  

3 – Trem do Fim do Mundo

Trem Ushuaia

Que tal dar uma volta no trem do fim do mundo? Esse trem começou a circular em 1909, quando servia para transportar os presos da penitenciária para os seus respectivos trabalhos.

Agora é um passeio histórico, que além de dar uma pincelada sobre os acontecimentos da região, você ainda vai desfrutar de uma paisagem fria extraordinária.

A viagem tem 25 Km e dura cerca de uma hora. A partida é dada na Estação do Fim do Mundo e tem diversas paradas.  

4 – Parque Nacional Terra do Fogo

Parque Nacional Terra do Fogo

Localizado em território argentino e chileno, o Parque Nacional Terra do Fogo é marcado pelas várias atividades outdoor que pode ser realizadas nele, como hikking, trekking e passeios de caiaque.

Outro diferencial desse lugar está na suas paisagens dominadas pelas montanhas geladas.  

5 – Estreito de Beagle

Farol do Fim do Mundo

Aqui sim vamos conhecer o verdadeiro fim do mundo, já que é o extremo sul da América do Sul, e serve para separar as ilhas do arquipélago da Terra do Fogo.

Também serve para separar o Chile da Argentina, pelo menos o sul dos países.

Nem preciso falar da paisagem não é mesmo? A imensidão do mar, visto de uma maneira que parece que ele não tem fim.

No Estreito de Beagle, podemos contemplar também o farol do fim do mundo, que serve para auxiliar os marinheiros que navegam por ali!

CONHEÇA O HOTEL MAIS AO NORTE DO MUNDO

Viajar é muito bom! Cientificamente falando ajuda a combater o estresse e melhora a criatividade.

 



 

Para viajar uma das principais missões é arrumar uma boa hospedagem, ou seja, aquela que seja confortável e que seja perto dos seus passeios.

Ao redor do mundo existem hotéis para todos os gostos e que, às vezes, é tão fascinante que você nem precisa sair dele para se divertir.

Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen

É o caso do Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen, esse hotel de nome grande e estranho é a hospedagem localizada mais ao norte do planeta que você vai encontrar, resultado? Frio, mas não se engane, aqui você vai conseguir realizar muitas atividades e facilmente vai passar uma semana na região.

 

Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen

O hotel possui full service, que é quando o estabelecimento oferece, além da hospedagem, um leque enorme de atividades como restaurante e espaço para reuniões.

Esse hotel está no Guinness Book pelo fato de ser considerado o hotel full service mais ao norte do planeta e está localizada no remoto arquipélago norueguês de Svalbard, na cidade de Longyearbyen, acima do Círculo Ártico, confira a localização do Hotel:

 

O hotel reserva paisagens gélidas únicas, afinal de contas é bem próximo do Polo Norte. A vista dos quartos é marcada por gigantes montanhas de gelo.

 

Atividades

Como dito anteriormente, o hotel é full service, ou seja, possui uma gama de atividades variadas que envolvem sauna, piscina aquecida e terraço, que nos dias ensolarados, da para pegar um sol tomando um bom drinque.

No verão é possível contemplar o sol da meia noite, já no inverno o céu é dominado pela aurora boreal.

Outra atividade bem comum na região é andar de trenó guiado por cães ou de snowmobile, uma espécie de moto que anda na neve. Com isso você vai conseguir, além de boas fotos, ver de perto gigantes de gelos que não existem em outro lugar do mundo.

Nos dias mais quentes, em que o barco consegue quebrar a crosta de gelo, é possível navegar pelos lagos.

E para quem já achou isso bastante coisa para servir de entretenimento, tem mais!

Pyramiden

Na região, há visitas guiadas para cavernas de gelo e para a cidade fantasma de Pyramiden, um antigo pólo de mineração que hoje serve tranquilamente para os filmes de terror mais assustadores, animal, não é mesmo?!

A fauna local também é um atrativo, já que é exclusiva de regiões gélida, mais próximas dos pólos, então aqui você pode encontrar ursos polares, raposas do ártico e renas, além de focas, gaivotas e leões marinhos, porém estes não são exclusivos.

 

Como chegar até Longyearbyen?

Para acessar a cidade e o hotel, é preciso desembarcar de avião no aeroporto do arquipélago de Svalbard, localizado a uma distância de 5 Km da região.

 

Quanto custa ficar no hotel Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen?

Obviamente que ficar em um local como esse, que possui uma infraestrutura excepcional e tem um repertório de atividades, tem o seu preço.

A diária nesse hotel gira em torno de 1200 reais. Acesse o site para conferir com exatidão o preço, que pode sofrer com alterações dependendo da época do ano.

Obs: Faça a conversão de real para coroas norueguesas

 

5 DESTINOS PARA SE VISITAR NO EQUADOR

Na nossa série de postagens sobre a América do Sul, já falamos de vários países como Chile, Peru, Argentina e Brasil, dando continuidade a essa série, vamos falar do Equador!

 

Antes de iniciar a leitura dessa reportagem, confira:

 

1 – Vulcão Quilotoa

quilotoa

O vulcão Quilotoa, localizado a 180 Km de Quito, está inativo e se encontra a uma altitude de 3800 metros.

Graças a essa inatividade, um lago surgiu na cratera deste vulcão, afluente que é marcado pelas várias tonalidades de azul e verde, proporcionando aos turistas uma visão que mais parece uma obra de arte.

O lago, que possui o mesmo nome, tem 3Km de diâmetro e cerca de 250 metros de profundidade.

É possível dar a volta no vulcão, o que pode demandar um pouco mais de tempo e exigir que você tenha em mãos bons equipamentos de camping. Também é possível apenas contemplar o lago, sem fazer tanto esforço, já que para chegar até o topo do vulcão, há ônibus e transportes particulares.

Outra atividade que pode ser feita, é descer até a beira do lago, porém lembre-se que para toda descida, tem uma subida e vocês estarão a quase 4 mil metros de altitude(risos).

 

2 – Vulcão Cotopaxi

Vulcão Cotopaxi

Vizinho do Quilotoa, o vulcão Cotopaxi está localizado a aproximadamente 75 Km de Quito. No entanto, diferente do Quilotoa, o Cotopaxi está ativo e última erupção dele foi em 2015.

Ele é considerado o vulcão ativo mais alto do mundo, pois está localizado em uma altitude de 5897 metros e ele faz parte do Parque Nacional Cotopaxi.

A temperatura no topo pode variar entre 14 graus até 0 graus, o que faz com que o cume seja nevado.

Para realizar o percurso, a recomendação é sair de madrugada, pois o trajeto demora cerca de 7 horas e é necessária a contratação de um guia.

Para aqueles que não querem ir até o topo do vulcão, nossa recomendação é fazer uma parada na Laguna Limpiopungo, que dependendo do clima, vai proporcionar um visual espelhado(imagem acima).

 

3 – Mitad Del Mundo

Mitad Del Mundo

Todo mundo que já estudou geografia já ouviu falar da Linha da Equador, não é verdade?

Então, a Mitad Del Mundo é um parque localizado a 30 Km de Quito e o local exato que a divisão dos hemisférios acontece.

Para conhecer todo o parque é necessário disponibilizar algumas boas horas, já que são várias atrações, além de conseguir a foto perfeita com um pé em cada hemisfério, o parque possui planetário, museu etnográfico e muitas outras atrações.

 

4 – Ilhas Galápagos

Galápagos

Localizada a 1000 quilômetros da costa equatoriana, o arquipélago de Galápagos é formado por diversas ilhas, sendo apenas quatro delas habitadas.

A biodiversidade do arquipélago é algo único e possui animais como tartarugas gigantes, iguanas, leões marinhos, focas e flamingo.

A fauna marinha também é um grande destaque, já que muitos turistas vão para o lugar apenas para realizar mergulho nas águas cristalinas para avistar baleias, arraias, cavalos marinhos e outros peixes exóticos.

Cada ilha possui atividades exclusivas, então vale a pena fazer um tour pelo arquipélago.

 

5 – Puerto Lopez

Puerto Lopez

Neste caso, Puerto Lopez é apenas uma referência para o passeio até Isla de La Plata, que é conhecida como Pequena Galápagos, já que a fauna é bem similar!

Porém a principal atividade para se realizar aqui é avistar as gigantescas jubartes saltando para fora do mar. A melhor época do ano para essa atividade é entre os meses de Junho e Outubro, já que o oceano está mais quente, consequentemente as baleias estão mais próximas da superfície.

 

Já visitaram algum desses lugares equatorianos? Recomendam algum outro?

 

CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA – O FIM DO MUNDO

O Caminho de Santiago de Compostela é a peregrinação mais conhecida do mundo, por muito tempo o caminho era percorrido por devotos do apóstolo Santiago Maior, e todas as trilhas dessa peregrinação ligam até a catedral onde Maior foi sepultado, a catedral de Santiago de Compostela

 



 

Atualmente, a peregrinação ainda é feita por devotos, porém a aventura tomou conta, com isso trekkers e bikers também são bastante avistados rumando até Santiago de Compostela. 

Leia também:

No entanto, a idéia dessa postagem é contar sobre a bota de bronze e seu significado para os peregrinos.   

A Bota de Bronze de Santiago de Compostela

Bota de Bronze no caminho de santiago de compostela

Para você chegar até essa bota é necessário continuar o percurso que vai além da Catedral, seguindo mais de 90 Km até chegar a cidade Cabo Finisterra, o ponto mais extremo da peregrinação e que serve para guardar a bota de Bronze. 

Chegando na escultura de bronze do calçado você não vê nada escrito, nenhuma indicação, mas a referência fica clara.

Aquela escultura posicionada naquela região, na beira do abismo que possui um horizonte  ”infinito”  do Oceano Atlântico, tem um significado de fim da linha ou fim do mundo, já que dali para frente, não é possível ir para mais nenhum outro lugar

Esse mirante, onde a bota de bronze foi esculpida é místico, já que a sensação de ficar de frente para o mar, como se estivesse mesmo no fim do mundo é única

Além disso, daquele ponto inúmeros naufrágios já foram presenciados, graças a isso o Oceano Atlântico ganhou o nome de Mar Tenebroso na antiguidade

Significado de Finisterra

Em latim, Finisterra significa ”Fim da Terra”. Tudo isso é evidenciado pelo fato de que a localidade é um dos pontos ocidentais mais extremos da Europa  

Caminho de Santiago  de Compostela é muito populoso e conhecido, porém o Fim do Mundo que ele reserva não é tão conhecido assim. Lembrando que o fim do mundo não está no sentido literal da palavra

 

Quem já foi até a cidade de Cabo Finisterra?

5 DESTINOS ARGENTINOS QUE VÃO TE SURPREENDER

 

Vamos continuar nossa série de postagens onde indicamos lugares sul americanos para viajar sem tanta burocracia. 



A ideia dessas postagens é mostrar as belezas presentes no nosso continente, fazendo com que os viajantes consigam conhecer lugares incríveis que estão pertinho do Brasil! 

Se você caiu de paraquedas aqui, confira algumas dessas postagens:

3 Destinos Chilenos que vão te surpreender

Lugares para turistar na Bolívia

Cânion Brasileiros

 

Na lista de hoje, vamos conhecer lugares incríveis para se visitar na Argentina, um dos países com maior extensão territorial da América do Sul e que faz divisa com Paraguai, Bolívia, Brasil, Uruguai e Chile. 

 

Mendoza

Vinícolas de Mendoza, na Argentina

Claro que quando falamos em Argentina, sempre pensamos em bons vinhos, então para aqueles que gostam de degustar um delicioso exemplar dessa bebida, Mendoza é a região que não pode faltar na sua viagem. 

A região possui 1200 vinícolas e é responsável por 70% da produção de vinho do país, além disso, o passeio conta com um horizonte andino, já que Mendoza fica aos pés da Cordilheira dos Andes. 

 

Salta

Cidade de Salta

O destino mais radical da lista de hoje, já que conta com atividades como trekking(a pé ou de bike) por montanhas que fazem parte da Cordilheira dos Andes, rafting no rio Juramento, rapel, tirolesa e diversos esportes náuticos. 

Outro passeio que precisa estar presente no cronograma de Salta é a viagem no Trem das Nuvens, que tem esse nome pelo fato de alcançar 4200 metros de altitude. 

Salta está localizada a 1500 Km de Buenos Aires

 

Bariloche

Cidade de Bariloche encoberta por neve

San Carlos de Bariloche é o destino ideal para quem gosta de luxo, gastronomia e ecoturismo. A região fica a beira do lago Nahuel Huapi e tem a alta temporada no mês Julho, que é quando está nevando

O motivo de alta temporada ser em época de neve está ligado ao fato que Bariloche possui várias estações de esqui

Além do esqui, atividades como trekking e MTB também se destacam na região. Essas três atividades(esqui, trekking e MTB) são os principais propulsores do turismo local

Se você quer conhecer a região, ir se adaptando ao local, em baixa temporada os preços costumam ser 40% mais baratos!

 

El Chaltén

O misto de paisagem da cidade El Chaltén

A cidade é conhecida por abrigar um dos povos mais antigos da Argentina, que possui apenas 500 habitantes. 

A cidade é pequena, mas graças ao turismo a infraestrtura foi toda reformada para proporcionar extremo conforto aos viajantes. Além disso, os guias são extremamente treinados e a gastronomia é muito variada. 

El Chaltén é conhecida como capital argentina do trekking, já que a região possui picos que possuem os acessos mais dificéis do mundo como o Cerro Torre e a montanha Fitz Roy. 

 

Trevelin

trevelin e seu mar florido

A Holanda é conhecida pelos seus lindos campos floridos com tulipas, mas como o intuito dessa postagem é fazer com que você consiga visitar lugares extraordinários, sem ir tão longe, Trevelin também te proporciona belas paisagens floridas

A província está localizada na Patagônia e reúne paisagens montanhosas e floridas, além de rios e cachoeiras, tudo faz parte do Parque Nacional Los Alerces

A arquitetura local, cultivo e pesca, possuem traços galeses, já que a região foi colonizada pelo País de Galês

 

PARQUE NACIONAL DE ILHA GRANDE VAI GANHAR NOVA TRILHA

Parque Nacional de Ilha Grande, localizado entre os estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul e administrado pelo ICMBio, está prestes a receber uma nova trilha, que vai ter como objetivo atrair mais caminhantes, observadores de aves e cicloturistas.



 

Trilha da Ilha Grande

A nova trilha da unidade de conservação terá 17 quilômetros e será a mairo do Parque Nacional de Ilha Grande.

Essa trilha vai passar pela antiga estrada da balsa, travessia que ligava o rio Paraná do estado de Mato Grosso do Sul ao estado do Paraná.

O trajeto está sendo construído pelo ICMBio, Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná, Áres de influência e a Prefeitura de Alto Paraíso. Segundo Erick Xavier, chefe do Parque Nacional, o plano para o trajeto é que ele faça parte das trilhas de longo curso do ICMBio, que é projeto que tem o intuito de ligar diversas unidades de conservação através de trilhas.

 

Abertura da Trilha da Ilha Grande

Para montar a trilha é necessário realizar o caminho com a equipe responsável pela criação do projeto.

Durante esse processo, há a identificação das espécies que podem ser encontradas, com isso é possível realizar um maior controle ambiental em cima dos possíveis impactos que a trilha pode oferecer para o meio ambiente.

 

Agora que já sabemos mais sobre a trilha da Ilha Grande, vamos conhecer o parque nacional onde ela vai estar localizada.

 

Parque Nacional de Ilha Grande

Essa unidade de conservação que engloba o rio Paraná foi criada em 1997 e é administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade(ICMBio).

O Parque Nacional de Ilha Grande possui 78,875 hectares de área e a importância da conservação desse parque é a manutenção de sítios arqueológicos habitadas por índios de dois grupos étnicos, os Guaranis e Xetás.

A fauna e a flora dessa região são peculiares, já que apresentam espécies que só são encontradas lá. A flora possui uma variação de cerrado e floresta estacional, lembrando que há possibilidade de encontrar características do pantanal.

Os destaques da fauna vão para a onça pintada, jacaré do papo amarelo e tamanduá bandeira, porém há outras diversas espécies endêmicas e que sofrem risco de extinção, por isso a importância do controle realizado durante a abertura da trilha.

 

O que acharam da novidade? Quem aí já foi no Parque Nacional de Ilha Grande?

Leia também: