O Caminho de Santiago de Compostela é famoso por ser uma peregrinação bastante movimentada desde a sua criação. Por ser um caminho religioso e já ter sido atravessado por milhares de pessoas, importantes ou não, essa peregrinação possui diversas lendas.



Vamos contar 5 dessas lendas aqui para você, o que vai te deixar ainda com mais vontade de conhecer a peregrinação Caminho de Santiago de Compostela.

Leia também:

A lenda do txori

Primeiro, vamos reforçar que txori nada mais é que pássaro no idioma basco. Segundo, essa lenda acontece no caminho francês, que é considerado o principal.

Alguns locais e até mesmo os peregrinos, começaram a reparar que um passarinho vinha periodicamente limpar a estátua da virgem Maria com as suas asas. O animal tirava a poeira e as teias de aranha que eram tecidas na estátua.

Além disso, o animal ainda levava em seu bico uma quantidade de água que usava para auxiliar na limpeza da estátua.

Desde então, as visitas dos txoris começaram a ser consideradas anúncio de bons presságios. A lenda, infelizmente, não existe mais, pois a torre onde a estátua da virgem Maria estava localizada foi destruída.

A lenda da Fuente Reniega

No ápice do verão, um peregrino sedento em busca de água foi impedido de usufruir da fonte por um jovem, que segundo ele, era a personificação do diabo.

O jovem deixaria o peregrino beber da fonte, porém ele teria que renunciar a sua aceitação ao apóstolo Santiago, ou seja, renunciar a sua religiosidade.

A proposta foi feita três vezes e foi recusada, até que o peregrino começou a orar e isso fez com que a personificação do mau desaparecesse, então a sede foi finalmente saciada.

O Cavaleiro das Conchas

Na vila de pescadores, próxima da costa e da cidade de Vigo, acontecia uma cerimônia de casamento.

Nesse tipo de evento, é tradição jogar uma lança e tentar pega-la no ar montado em um cavalo. Porém, nesse dia uma corrente de ar desviou a lança e levou ela para o mar, bem na vez do noivo.

Disposto em vencer o jogo, ele mergulhou no oceano para conseguir pegar a lança, porém ele não retornava. Uma jangada do apostolo Thiago viu a cena e se aproximou para ajudar.

A ajuda não foi necessária, pois o noivo, juntamente do seu cavalo, emergiu das águas, coberto por conchas e com a lança na mão. Desde então, a concha se tornou um símbolo de devoção e virou um dos elementos mais representativos do Caminho de Santiago de Compostela.

O burro do Apóstolo

Durante a peregrinação, um homem, sua esposa e dois filhos, pararam para descansar em um albergue, porém durante o repouso sua esposa adoeceu.

Por isso, eles tiveram que ficar mais tempo que o previsto no alojamento, no entanto, sua esposa não resistiu e acabou falecendo. Mesmo assim, ele decidiu continuar trilhando o caminho até o fim.

Porém, ele precisava pagar a estadia no albergue, como não tinha dinheiro, ofereceu o seu burro de carga para o dono do lugar e seguiu caminho.

Continuando o caminho, o pai, junto com os seus dois filhos, orou para o apóstolo pedindo ajuda. Após isso, o trio encontrou um velhinho que, para ajudá-los, entregou um potro(pequeno eqüino) para eles.

No retorno do pai e de seus filhos, eles trilharam o mesmo caminho e passaram pelos mesmos locais, inclusive o albergue, onde receberam a notícia que o dono também havia falecido e tudo indicava que o óbito foi um castigo divino pela ganância do dono do alojamento.

A lenda da Virgen Del Puy

No caminho francês da peregrinação de Santiago de Compostela, um grupo de pastores estava reunido com suas ovelhas quando de repente avistaram um monte de estrelas caindo do céu, meio que indicando uma localização.

O grupo foi até o lugar, encontrando uma caverna e dentro dela a imagem da Virgem. A intenção do grupo era mover a imagem e levá-la para uma paróquia, porém a estátua não saia do lugar.

Então, para proteger a imagem da Virgem, foi construída uma Basílica no local, a Basílica de Nossa Senhora de Puy.

Essas lendas servem para deixar o caminho de Santiago de Compostela ainda mais interessante, pois além de praticar uma atividade outdoor muito requisitada, você ainda vai estar conhecendo diversas histórias e contos da região.