Fauna e flora são belezas naturais presentes no mundo todo, alguns animais e plantas são específicos de regiões, mas são mundialmente conhecido, um exemplo é o Urso Polar.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Uma parcela considerável da população mundial conhece o Urso polar e sabem que animal corre risco de extinção, mas devido a distância e o pouco conhecimento que temos do animal não conseguimos ajudá-lo diretamente.

Pensando em ajudar diretamente as espécies em extinção, vamos fazer um lista de cinco animais presentes no solo mineiro que estão perto do fim.

 

Tatu do Rabo Mole – Vulnerável

Resultado de imagem para TATU DO RABO MOLE

O tatu do rabo mole tem esse nome devido a característica do gênero ”Cabassous”, que não possuem ”armadura” na cauda.

Possuem coloração marrom escura, chegam a medir 49 centímetros, pesam entre 2 a 5 quilos e possuem patas dianteiras providas de cinco grandes garras.

Por possuir uma carne apreciada pelos seres humanos, é constantemente morto por caçadores.

Além disso, o tatu sofre também com a destruição do seu habitat o que impede que a espécie sobreviva.

Esses fatores estão fazendo com que o animal desapareça mais e mais a cada da que passa.

 

Lobo Guará – Vulnerável

Imagem relacionada

Considerado o maior canídeo da América do Sul, podendo pesar entre 20 e 30 Kg e medir até 90 cm de altura, o Lobo Guará é uma espécie que habita grande parte da região sudeste e centro oeste brasileiro.

Por ter uma distribuição geográfica grande e fácil adaptação a novos ambientes, o animal ainda não preocupa as autoridades, porém a queda da população da espécie fez com que o sinal de alerta se acendesse.

Uma das principais causas para o receio das autoridades em cima dessa espécie é a destruição do cerrado, principal habitat do Lobo Guará.

 

Agora vamos falar sobre animais que estão em perigo e podem sumir em breve, por isso precisam de mais atenção.

 

Tamanduá Bandeira – Em Perigo

Resultado de imagem para tamandua bandeira

Encontrado na América Central e na América do Sul, o tamanduá bandeira é retratado em algumas culturas das mais variadas formas.

O animal habita inúmeros ambientes, desde savanas a florestas e possui características predominantemente terrestres, porém consegue nadar em grandes rios.

São animais solitários que estão ameaçados devido a caça e a destruição do seu habitat, no entanto, outro ponto que acaba influenciando diretamente na morte dos tamanduás são os atropelamentos.

 

Onça Pintada – Criticamente em Perigo

Resultado de imagem para onça pintada

A Onça Pintada é o terceiro maior felino do mundo e o maior do continente americano, podendo pesar entre 56Kg e 92Kg e medir 1,12 metros a 1,85 metros.

Ela é uma predadora equipada com uma mordida poderosa, mesmo comparando com os outros grandes felinos.

A onça pintada é associada com um felino que gosta de nadar e frequentemente é vista dentro d’água.

Graças a destruição do seu habitat e a caça, a população está em declínio e preocupa as autoridades. O que pode dar um fôlego para esse animal é o tamanho considerável do seu habitat, fazendo com que a Onça viva mais a longo prazo.

Mesmo assim, senão houver um programa de conservação, a espécie não resistirá para sempre.

 

Macuco – Criticamente em Perigo

Resultado de imagem para macuco

Com aparência física semelhante ao Dodô, o Macuco é uma ave cinegética, ou seja, é frequentemente caçada devido a sua saborosa carne branca.

Este animal pode medir até 52 centímetros de comprimento e pode pesar entre 1Kg e 2Kg.

Além da caça, o animal sofre com a destruição do seu habitat e, por não conseguir se adaptar a mata secundária e ser muito frágil, as autoridades estão em alerta.

 

Todos esses animais estão presentes em solo mineiro, então há chance de termos contato com eles, por isso buscamos conscientizar os nossos leitores a proteger esses animais e o habitat deles.